Buscar
  • Leader Saúde

Vitamina D nos dias nublados



A Vitamina D é muito mais do que um nutriente. Ela é uma das vitaminas que o corpo é capaz de produzir por si só. Essa característica, faz com que a substância seja um hormônio, não apenas um micronutriente. E todo seu funcionamento é realmente impressionante.


A pró-vitamina D (7- dehidrocolesterol) fica “retida” na pele, que é um dos compostos iniciais do nutriente. Quando a irradiação solar entra em contato com a derme, o corpo converte a pró em pré-vitamina D. Essa composição final, é absorvida e convertida pelo rim como a Vitamina D propriamente dita.


E em dias nublados, tem vitamina D?

Essa é uma dúvida muito comum, especialmente em dias chuvosos, ou estações onde a incidência solar é menor - como o inverno. Para tanto, essa é uma realidade nos países nórdicos, onde o inverno quase não tem sol e a vitamina D se torna uma preocupação.


Estudos comprovam que, em dias nublados e/ou muito poluídos, a capacidade de produção do nutriente cai em até 54%. Apesar de não ser possível produzir a quantidade normal, ainda é recomendado que, mesmo em dias nublados, fique exposto ao menos 20 minutos por dia sem protetor solar.


Em dias nublados ou em períodos de inverno intenso, onde a incidência solar é bem menor, é preciso se preocupar na reposição da vitamina. Como você já percebeu, ela é essencial em diversas atribuições que garantem nossa saúde e equilíbrio das funções.


A alimentação também não consegue repor o nutriente, especialmente porque sua concentração neles é baixa. Quando isso acontece, a melhor solução é considerar a suplementação de vitamina D. Ela irá repor a quantidade diária necessária de vitamina. Mas é recomendado consultar um especialista, para um acompanhamento.


#SegueaLeader #SaudeLeader #SomosTodosLeader #VitaminaD #Sol #Nublado #Outono #Frio

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo