Buscar
  • Leader Saúde

Os diferentes tipos de máscaras



Item obrigatório desde que o coronavírus começou a circular, as máscaras são o meio mais comum de prevenir a infecção pela covid-19, tendo um papel fundamental no controle da pandemia.


Elas protegem quem usa, enquanto resguardam aqueles que estão por perto de alguém infectado, por isso, são de uso individual e não devem ser compartilhadas.


Tipos de máscaras

Variando entre as de tecido até as de uso profissional da área da saúde, as máscaras podem ser encontradas em diversos modelos. Confira os principais e melhores tipos para se utilizar.


N95 e PFF2

Sendo as mais indicadas para uma proteção eficaz, esses dois tipos conseguem filtrar até 95% das partículas.

São indicadas em locais com maior aglomeração como transportes públicos, clínicas e hospitais. Contudo, é imprescindível que entre uma utilização e outra, haja um período de 3 a 7 dias, em que o item deve ficar exposto ao ar livre para secar.

É recomendado que ao apresentar desgaste, rasgo ou furo, o produto seja descartado, pois nesses casos ele não cumpre o seu papel de proteção.


Máscaras cirúrgicas (descartáveis)

Esse modelo é de uso descartável, sendo indicado para procedimentos dentro de ambientes hospitalares ou demais processos médicos, com uso máximo em torno de quatro horas. Ela tem uma eficácia maior que as de tecido e consegue reter as partículas presentes no lado interno. Como ponto de atenção, é bom lembrar que esse produto não deve ser lavado e nem reutilizado.


Máscaras de tecidos

Sendo as mais populares e utilizadas desde o início da pandemia, essas máscaras são produzidas artesanalmente e tem suas ressalvas. São indicadas em locais fechados ou abertos, como mercados, farmácias e padarias, locais sem muita aglomeração.

Como são produzidas, muitas vezes, em casa elas podem não ter a eficiência necessária no combate ao vírus. Isso irá depender do tipo de tecido e quantas camadas são utilizadas na confecção.


Microfibra

Com modelagem anatômica, não tem costura, o que garante um maior conforto. Além disso, há outros tecidos indicados para a produção desse tipo de máscara, como o TNT, algodão e tricoline, já que tem a resistência maior quanto ao tempo de uso.


Ainda, seu uso é indicado por no máximo duas horas, sendo necessário a troca dela após esse período.


Higienização de máscaras reutilizáveis

Para fazer a limpeza de modo eficaz, é preciso deixá-las de “molho” por, aproximadamente, 20 minutos com um pouco de água sanitária diluída. Depois de seca, é recomendado passá-las com o ferro bem quente.


#SegueaLeader #SaudeLeader #SomosTodosLeader #Mascaras #Coronavirus #Protecao #Contaminacao

19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo