top of page
Buscar
  • Foto do escritorLeader Saúde

Probióticos: o que são as "bactérias do bem" e para que servem?



Os probióticos são os famosos “bichinhos do bem”, são bactérias benéficas que trazem benefícios para a saúde, eles podem ser encontrados naturalmente em alguns alimentos, como o iogurte natural, kefir ou Kombucha. O consumo de probióticos é recomendado em situações de desequilíbrio da flora intestinal, e é uma excelente opção para tratar doenças disgestivas, pois até são capazes de combater bactérias como a H. Pylori.


Os principais benefícios dos probióticos são:


Fortalecer o sistema imunológico

Os probióticos ajudam a modular a resposta imune a nível da mucosa intestinal e em todo o corpo, pois promove o aumento dos níveis de imunoglobulinas e linfócitos, prevenindo o desenvolvimento de doenças de origem inflamatória e infecciosa.


Combater doenças digestivas

Os probióticos são capazes de atuar contra a bactéria Helicobacter pylori, um microorganismo que está relacionado com a gastrite, úlcera péptica e câncer de estômago. Por isso, o consumo de probióticos pode ser recomendado no tratamento e prevenção dessas doenças, aliviando os sintomas e evitando o desenvolvimento da doença.


Prevenir o câncer de cólon

Os lactobacilos e as bifidobactérias podem modificar a flora intestinal, promovendo a diminuição dos níveis de substâncias carcinogênicas e, dessa forma, prevenindo o desenvolvimento de câncer de cólon.

Para que o efeito anticancerígeno dos probióticos seja mais eficaz, é necessário incluir no dia a dia alimentos prebióticos, que servem como "alimento" para as bactérias benéficas presentes no intestino, como aveia, centeio, cevada, raiz de chicória, mel, alho e banana, por exemplo.


Aliviar a prisão de ventre

Diferentes tipos de microrganismos probióticos podem atuar na microbiota intestinal diminuindo a prisão de ventre em crianças e em adultos.


Prevenir e tratar alergias

O desenvolvimento de microrganismos probióticos na flora intestinal poderia prevenir e ajudar a tratar alguns tipos de alergia, como a dermatite atópica, asmas ou alergia a ácaros, por exemplo, já que ajudam a diminuir a resposta inflamatória produzida no organismo. No entanto, o efeito dos probióticos contra a alergia pode depender do tipo de microrganismo que é consumido e a combinação com várias prebióticos encontrados nos alimentos.


Tratar doenças intestinais

O uso de probióticos, como os lactobacilos e as bifidobactérias, pode trazer benefícios para o tratamento das doenças gastrointestinais, como síndrome do intestino irritável, colite ulcerativa e doença de Crohn, já que ajudam a reduzir os sintomas e a controlar a inflamação intestinal, favorecendo o tratamento.


Proteger a saúde cardiovascular

Ele ajuda a diminuir a absorção de gordura dos alimentos, a reduzir os níveis do "colesterol mau", e aumentar os níveis do "colesterol bom", prevenindo o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, como aterosclerose e infarto do miocárdio.


Melhorar a intolerância à lactose

Quando os microrganismos probióticos se encontram no intestino, liberam a enzima beta-galactosidase, que atua sobre a digestão da lactose. Dessa forma, evita que pessoas intolerantes a esse carboidrato desenvolvam sintomas como flatulência, dor abdominal e diarreia quando consomem leite.


Melhorar a saúde mental

Alguns estudos indicam que consumir diariamente iogurte e suplementos probióticos que contenham bifidobactérias e lactobacilos pode melhorar o humor, ansiedade, depressão, a capacidade de memória, e algumas alterações como autismo e transtorno obsessivo compulsivo (TOC).


141 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page