top of page
Buscar
  • Foto do escritorLeader Saúde

Quais alimentos evitar consumir antes de dormir?



Para se ter uma boa noite de sono é necessário estar atento a diversos fatores, inclusive a alimentação. O que você come antes de dormir, pode sim afetar de forma positiva ou negativa suas horas de descanso. Confira quais alimentos você deve evitar antes de se deitar.


Cafeinados

Além da cafeína ter uma meia-vida de cinco a seis horas, fazendo efeito no corpo por todo esse tempo, ela também atrapalha a qualidade do sono profundo, fundamental para restaurar lesões feitas durante o dia.

Isso não quer dizer que você tenha que parar de tomar café, afinal ele também tem seus benefícios. Mas evite depois do almoço, assim o efeito da cafeína já estará mais dissipado quando você for se deitar.


Bebidas Alcóolicas

É verdade que tomar bebidas alcoólicas deixa no corpo uma sensação de sonolência, mas ao contrário da crença popular, elas não ajudam a induzir o sono.

O álcool é uma substância sedativa e a sedação e o sono não são a mesma coisa. Na sedação, há o desligamento do disparo das células cerebrais, especificamente no córtex, e isso não é dormir.

Além disso, as bebidas alcoólicas tendem a bloquear o sono REM (Rapid Eye Movement), que é quando sonhamos e acontece a recuperação da nossa saúde emocional, mental e até mesmo da criatividade.


Frituras e alimentos gordurosos

Aquela vontade de fazer um lanche gostoso à noite acontece com muita gente. O problema é que as escolhas nem sempre são as melhores, já que o desejo é de algo mais gorduroso e satisfatório: salgadinhos, frituras, pizza….

Quando a noite vai chegando o metabolismo vai ficando mais devagar, preparando o corpo para o sono. Por ser um alimento de difícil digestão, a gordura atrapalha essa desaceleração do sistema digestório, o que deixa o sono inquieto.


Carne vermelha gorda

Assim como a gordura, a carne vermelha, sobretudo a gorda, como picanha e cupim, é um alimento que você deve evitar à noite. Isso porque ela tem uma digestão mais lenta, atrapalhando a continuidade e a qualidade do sono.

A longo prazo, essa estimulação constante do sistema digestório em “horários alternativos” pode confundir o ritmo circadiano, popularmente chamado de relógio biológico.


Doces e alimentos açucarados

A gente entende que de vez em quando um docinho depois do jantar cai muito bem, mas o açúcar presente em sobremesas, ultraprocessados e refrigerantes é um estimulante. Ou seja, um inimigo da hora de dormir.

Caso a vontade de doces à noite seja muito forte, opte por um pedacinho de chocolate meio amargo, mas não exagere, afinal ele contém cafeína.


Pimenta

Além de causar indigestão, eles também irritam estômago e intestinos, acentuando sintomas de gastrite e refluxo gástrico e deixando o sono inquieto.


Molho de tomate

Além de causar queimação para quem sofre de refluxo, produtos feitos com tomate contém o aminoácido tiramina, que deixa o cérebro alerta e provoca a liberação de noradrenalina, um estimulante cerebral.


Chá verde

É verdade que o chá ajuda a embalar o sono, mas tem que ser o chá correto para dormir, como infusões feitas com Mulungu, Passiflora (folhas de maracujá), Capim Cidreira, Camomila e Melissa.

O chá verde, porém, é um grande vilão da boa noite. Além de conter cafeína e ser um diurético, o que pode te fazer acordar para ir ao banheiro com mais frequência, ele também contém dois estimulantes, chamados teobromina e teofilina, que causam aceleração no ritmo cardíaco e a sensação de ansiedade.

Por outro lado, o chá verde contém vitamina K (que auxilia no fortalecimento dos ossos), ácido fólico (que evita a anemia), magnésio e potássio, ou seja, dá uma forcinha na saúde.

Então, pode consumir, mas fique atento a quando você toma, evitando horários do meio da tarde até a hora de dormir.


26 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page